Home

Com gols de Willian Bones e Aldir, Brasil vence bem o Tupi no Rubro-Negro, em Crissiumal, e retoma vice-liderança do Grupo B da Segundona


Com os triunfos de São Luiz sobre o Lajeadense (1 a 0), na quinta, e do Esportivo sobre o Panambi (4 a 2), no sábado, o Brasil tinha caído para o 4º lugar no Grupo B da Segundona Gaúcha, ou seja, no limite da linha de classificação. Por conta disso, a vitória neste domingo, no Rubro-Negro, em Crissiumal, diante do Tupi, era fundamental para retomar a vice-liderança e para a manutenção entre os classificados à fase de mata-mata do estadual.
O rubro-verde teve amplo domínio da partida na etapa inicial e o gol era uma questão de tempo. Ele veio aos 25 minutos. Após cruzamento para a área e disputas no alto, o volante Capinha escorou para o companheiro de posição Willian Bones. De pé esquerdo ele venceu Josemar e abriu o marcador para o rubro-verde: Brasil 1 a 0. Placar que permaneceu até o apito final em um 1º tempo marcado por pouco futebol na partida que encerrava a 9ª rodada do Grupo B. 
Na volta do intervalo, o Tupi partiu em busca do empate. O centroavante Fábio Buda obrigou o goleiro Ismael a praticar boa defesa aos 4 minutos. Aos 10, o meia Miguel, que havia entrado no lugar de Vinicius, quase decreta a igualdade. Bones quase marca seu segundo gol em pancada de longe, que acertou a trave aos 15 minutos. O zagueiro Reinan perdeu uma chance clara, na pequena área de Ismael, aos 26 minutos e, no contra-ataque, Bones teve a oportunidade de ampliar mas chutou para fora.

Na sequência, a expulsão do lateral esquerdo Jacaré, facilitou as coisas para o rubro-verde. O Brasil chegou naturalmente à ampliação do marcador. O lateral direito Thomas tocou para o atacante Kessler, que havia acabado de entrar no lugar de Raphael Alemão. Ele chutou forte, a bola explodiu no travessão e sobrou limpa para Aldir. O centroavante, artilheiro do Brasil e um dos artilheiros da Segundona, só teve o trabalho de empurrar para as redes e marcar o 2 a 0 aos 28 minutos da etapa final.
Kessler ainda acabou expulso aos 32 minutos, deixando as duas equipes com 10 em campo. O técnico Paulo Matos ainda promoveu mais duas alterações. Uma troca de meias, com Marquinhos entrando no lugar de Michel, e de atacantes, com o recém-chegado Rafael Magalhães ingressando no lugar de Aldir. O time apenas administrou a vantagem e saiu com os três pontos, que o recolocou em 2º lugar no Grupo B, agora com 16 pontos. O líder é o Glória, com 19. O Esportivo tem 15 e o São Luiz, com 14, fecha o grupo de classificados.
Na quarta, o Brasil volta a atuar fora de casa, enfrentando o Lajeadense, na Arena Alviazul, em Lajeado. O rival não vem bem na competição. Está em 6º com 11 pontos e necessita da vitória para tentar se aproximar da faixa de classificação. A rodada ainda tem os duelos entre São Luiz e Panambi, no 19 de Outubro, em Ijuí; Esportivo e União, na Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves; e Glória e Tupi, no Altos da Glória, em Vacaria. Fotos: Leila Ruver/Guia Crissiumal 

Segundona Gaúcha (9ª rodada da 1ª fase - Grupo B)
Tupi   0
Josemar; Patrick, Reinan, Marlon e Jacaré; André Tereza (Luiz Felipe), Rafael Muçamba, Paim (Jean); Vinicius (Miguel), Cléberson e Fábio Buda
Técnico: Jair Galvão
Brasil   2
Ismael; Thomas, Lucena, Douglas e Gustavinho; Filipe, Capinha, Willian Bones e Michel (Marquinhos); Raphael Alemão (Kessler) e Aldir (Rafael Magalhães)
Técnico: Paulo Matos
Gols: Willian Bones, aos 25 do 1º tempo, e Aldir, aos 28 do 2º tempo, para o Brasil
Cartões amarelos: Jacaré (Tupi); Ismael, Aldir e Raphael Alemão (Brasil)
Cartão vermelho: Jacaré (Tupi)
Arbitragem: Janvie Baroni, auxiliado por Fábio Roberto Winck e Jonas André Carls
Local/Data: Estádio Rubro-Negro, em Crissiumal / Domingo, dia 16 de abril de 2017